Alho Negro Caseiro – Como fazer?

Desde que conheci o alho negro, coloquei na cabeça que iria dar um jeito de fazê-lo em casa.

Sabia que o alho deveria sofrer um longo processo de maturação, com temperatura (cerca de 60ºC) e umidade controladas.

Não sei como é o processo industrial do alho negro, mas o caseiro ficou bem parecido, embora um pouco mais úmido.

Depois de alguns dias na geladeira, o sabor do alho ficou praticamente idêntico aos que eu já havia comprado.

A pedidos, vou explicar o modo como fiz. Quem tiver interesse, pode pegar a essência do processo e tentar adaptar aos utensílios disponíveis em casa.

UTENSÍLIOS:
Panela elétrica de fazer arroz (capacidade de 10 copos)
Suporte com aproximadamente 20cm de diâmetro e 15cm de altura
Fita isolante
Papel Alumínio
Papel Manteiga

INGREDIENTES:
20 cabeças de alho comum de boa qualidade

MODO DE FAZER:

Cobrir a panela de arroz com 4 faixas de papel alumínio, distribuídas de forma a cobrir todos os lados internos do recipiente da panela de arroz. É importante que as faixas tenham cumprimento para cobrir todos os lados do recipiente e ainda sobrar o suficiente para cobrir as cabeças de alho (que serão colocadas depois).
Em seguida, fazer o mesmo com o papel manteiga, de forma a cobrir todo o papel alumínio.

Distribuir no fundo do recipiente uma camada de cabeças de alho.

Colocar o suporte sobre a primeira camada e fazer outra camada de alho.

Suporte para a segunda camada de alho não emprensar a camada inferior.
Segunda camada de alho.
Envolver o alho com as faixas de papel manteiga e alumínio.

Colocar mais uma camada de papel alumínio por cima de tudo.

 Colocar dentro da panela elétrica.

Vedar todas as saídas de vapor da panela com fita isolante.

A partir disso, ligar a panela na tomada e deixar na função de aquecimento por 21 dias.

No 21º dia, tirar a fita isolante e deixar por mais 5 horas.

Pronto!!! Basta abrir a panela e deixar o alho esfriar.

Depois disso, é só usar.

Que tal um Linguine com tomatinhos e alho negro? Fácil e rápido!
Demorado é só o alho negro mesmo…

DICAS E CONSIDERAÇÕES:
a) Quanto melhor o alho comum utilizado, melhor será o seu alho negro.
b) Conservar o alho negro, depois de pronto, em geladeira.
c) O suporte que eu tenho em casa é de metal. Acho que ele esquentou muito e deu uma ressecada nos alhos da camada de cima. Vou procurar um de madeira.
d) Não sei ao certo qual a temperatura interna da panela elétrica na função de aquecimento, mas li que a temperatura ideal é de 60ºC a 70ºC.
e) Outro teste que quero fazer é o de envolver cada uma das camadas em um pacote separado de papel manteiga e papel alumínio para ver se a umidade se conserva melhor.
f) O uso da fita isolante é essencial para que o alho não perca a umidade. Quando fiz sem a fita, o alho virou pedra.
g) Li algumas matérias interessantes no site do Alho Negro Luigi, incluindo uma que fala sobre os seus benefícios.
h) Para quem quiser fazer um alho profissional, há algumas apostilas anunciadas na internet que explicam o processo. Como não comprei nenhuma, não tenho indicação para fazer.
i) Comprei duas marcas de alho negro e achei que o da Marisa Ono é o mais saboroso e de textura mais cremosa.

87 comentários em “Alho Negro Caseiro – Como fazer?

  1. Olá Maira. Olha muito obrigada pela receita do alho negro. Já fiz duas vezes e a terceira já ta sendo preparada. Quanto a conta de luz o valor que veio foi mínimo. Não teve reajuste alarmante em minha conta. Olha faço cada receita divina. Muito obrigada pela dicas. Valquiria

    Curtir

  2. Olá, Valquiria!Que notícia boa! Eu adoro esse alho. Acredita que minha última leva deu errado? Não percebi que havia uma saída não vedada e os alhos queimaram. Mas vou fazer outra prestando atenção… rs Você costuma deixar os 21 dias?Obrigada por partilhar sua experiência!

    Curtir

  3. Vou comprar uma panela dessas só pra fazer isso, nunca comi alho negro mas tenho vontade e nunca achei aqui em salvador, muito obrigada por compartilhar, de verdade. Você já testou a caixa de isopor com lâmpada? Beijos

    Curtir

  4. OI, Erica! Nunca testei o isopor porque eu já tinha uma panela de arroz antiga que não usava mais. Hoje começarei um novo teste, usando aqueles sacos de assar frango para colocar o alho dentro e não precisar vedar a panela. Vamos ver! E espero que goste do sabor do alho… ;-*

    Curtir

  5. Olá!!! Gostei da estufa. Bem bacana!Tenho gostado do resultado da panela também. Coloquei os alhos dentro de sacos de assar frango. O alho ficou bom!Grata pela nova opção.=)

    Curtir

  6. Pega gosto não! Coloquei em um todo furadinho e depois dentro de outro fechado. Para que a umidade pudesse passar de um para o outro. Gostamos bastante do resultado, mas quero deixar por mais tempo. Tirei com 30 dias. 😉

    Curtir

  7. Olá, Maira….muito obrigada pela generosidade do compartilhamento…Uma pergunta: se eu embalar as camadas de alho com as folhas de papel alumínio e manteiga separadamente, ou seja, embalo a primeira camada com 10 cabeças com 4 folhas de papel aluminio e uma de manteiga e faço da mesma maneira a segunda camada, sem o suporte, apenas uma camada em cima da outra. E vedo tudo com fita isolante, como sugerido por vc. Vc acha que dá certo sem o suporte?ObrigadaCecilia

    Curtir

  8. Olá, Cecilia!Eu gostei mais do último teste que fiz… Só não tive tempo de atualizar ainda.Não usei o suporte. Peguei um saco de assar frango e enchi de alho. Fechei com o lacre e furei-o todinho para permitir a saída do excesso de umidade. Em seguida, peguei outro saco e cobri de papel manteiga no fundo e coloquei o primeiro saco dentro dele e lacrei (sem furos). Para garantir, coloquei dentro de mais um saco lacrado. Deu super certo e não precisei vedar a panela. A vantagem é que eu conseguia abrir para verificar o processo.Obrigada pela visita!

    Curtir

  9. Rachel, é sempre bom monitorar, mas nunca tive problemas de superaquecimento não… A minha panela fica aquecendo em torno de 60º. Apesar de ser bem antiga, já fiz umas 5 vezes e nunca deu problema. Umas duas vezes ao dia, eu dou uma olhada nela. A que eu uso é japonesa mesmo, nunca fiz com uma panela nacional para saber se tem diferença.

    Curtir

  10. Maíra, eu segui as etapas que você deu para fazer o alho negro, e deu super certo! Deixei por 21 dias, e hoje abri a panela, e vi o resultado: alhos fermentados de negrinhos. Agora estou deixando eles secarem um pouco e esfriar. Não vejo a hora de usa-los pra fazer spaguetti ou outras receitas. Obrigada pelas suas dicas! =)

    Curtir

  11. Oi, Sueli!!!Que bom que deu certo, pois há várias variáveis envolvidas, como temperatura e umidade. Uma coisa que eu percebi é que ele fica mais gostoso depois de uns dias, principalmente, se for colocado no congelador por um período.Observe se você percebe a mesma coisa e me conta?! O descanso faz a acidez diminuir e sobressair a doçura.Abraços!!!

    Curtir

  12. Maira, depois de 21 dias na panela de arroz, você ainda deixa mais 5 sem a fita isolante e depois ele vai para o congelador por quantos dias? Ele pode ser consumido depois de quanto tempo?Obrigada

    Curtir

  13. Oi, Tereza. O tempo varia muito da temperatura da sua panela. Na minha última experiência, deixei 40 dias, mas sem deixar a temperatura passar de 60ºC. Depois, deixo na panela o tempo suficiente para esfriar. Gosto de deixar no congelador uns 10 dias. Fica mais suave. 😉

    Curtir

  14. Até hoje, não verificamos alterações significativas na conta de luz. Todavia, existe sim risco de queimar a panela. Por isso, usamos uma antiga. Além disso, é muito difícil remover o cheiro que fica na panela depois.

    Curtir

  15. ola! Eu tb preparei varias cabecas de alho negro numa panela japonesa antiga. So que fiz diferente e deu bem certo: apenas forrei o fundo da panela com varios ohashis de bambu (descartaveis e quebrados) pois nao tinha grade, coloquei umas 10 cabecas de alho, tampei e deixei no “manter aquecido” por 10 dias. Depois desliguei, retirei e deixei secando em temperatura ambiente. Foi um teste bem simples – nao vedei nada, nao usei nenhum papel aluminio ou manteiga, nada. Deu certo. Mas talvez se eu fizer mais camadas, nao sei se dará tao certo… obs: no 7º dia abri p/ verificar: ainda estavam pouco umidos, por isso deixei mais 3 dias. Perfeitos!

    Curtir

  16. Olá pessoas! Obrigado pelo compartilhamento das informações, receita, dicas.Vou fazer meus alhos esta semana e em janeiro retorno com fotos para mostrar o passo a passo. Quem sabe não ajuda mais alguém, né?Um abraço!

    Curtir

  17. Após 7 dias na panela elétrica (aquecimento, 2 sacos de assar, 1 furado) eles já estão bem escuros por fora, quase igual à da sua foto – um ou outro q deve ter ficado encostado na parede da panela estão acho q queimados, muito negros.Agora estou em dúvida se já estão bons ou não… Fico com receio de perder a umidade original se eu trocar os sacos depois de avaliar. A pergunta: como saber se atingiram a fermentação ideal apenas olhando os alhos ainda dentro da panela?

    Curtir

  18. Olá, Fernando! Então, varia muito de panela para panela… O ideal seria que você conseguisse controlar a temperatura interna, fazendo com que a panela desligasse quando aquecesse demais (acima de 60 graus). você pode abrir e cortar um alho ao meio. Se ainda estiver marrom, tem que deixar mais. Se estiver preto, já está bom. Como vc abriu o saco, se for deixar mais tempo, feche-o de novo e borrife um pouco de água dentro da panela para recompor a humidade. Deposi de pronto, deixe esfriar em temperatura ambiente e guarde na geladeira uns 2 dias antes de provar. Boa sorte!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s