Molho de Gengibre

Existem detalhes que agregam tanto sabor a um prato que merecem um destaque especial… 
Esse é o caso do molho de gengibre!
A receita é inspirada no molho do teppanyaki (grelhados na chapa) de peixe do restaurante New Koto (um dos meus prediletos em Brasília). Não sei como é a receita deles, mas essa versão ficou beeem gostosa.
Tendo os ingredientes de casa, esse molho não demora nem 10 minutos e torna a sua receita de grelhados ainda mais saborosa!
INGREDIENTES:

1 pedaço de aproximadamente 50g de gengibre 
2 dentes de alho
cebolinha a gosto
1 pedaço de 10 cm de alga kombu
200 ml de água
2 colheres de sopa de óleo de gergelim torrado
1-2 colheres de sopa de shoyu
Cebolinha, alga kombu, alho ralado e gengibre.
MODO DE FAZER:
Enxaguar a alga kombu em água corrente e, em seguida, colocá-la para ferver por 3 minutos em 200 ml de água.
Descascar o gengibre e os dentes de alho, ralando-os em um ralador fino.
Por fim, misturar todos os ingredientes em um recipiente: gengibre ralado, alho ralado, cebolinha picada a gosto, 70 ml do caldo da alga kombu, óleo de gergelim e shoyu.
Gengibre, alho e cebolinha.

Acrescentar shoyu a gosto.
Misturar todos os ingredientes.

 Pronto! Basta colocar na mesa para que cada um coloque a quantidade desejada no próprio prato.

Teppanyaki de peixe com legumes.
Bom apetite!!!
DICAS: 
1) A quantidade de shoyu depende da quantidade de sal ou shoyu do teppanyaki. Uma receita de teppanyaki já foi publicada no Tampopo Gourmet: Camarão, Lula e Legumes na Chapa. Todavia, no caso de servir o teppanyaki com esse molho, o ideal é não exagerar na quantidade de sal do prato principal. 
2) O uso do caldo de algo kombu é uma alternativa natural à utilização de glutamato monossódico, cuja marca mais conhecida é o Ajinomoto. Essa substância realça o sabor dos alimentos, mas tem sido apontada como potencialmente cancerígena.

3) Aos amantes de pimenta (como eu!), pode-se picar uma pimenta dedo-de-moça em cubinhos e misturar ao molho.

2 comentários em “Molho de Gengibre

  1. Tati, não dá para trocar a alga, pois a Nori derreteria e não daria sabor ao caldo. A Kombu é mais durinha e possui o tal do glutamato monossódico. Você pode fazer uma versão sem caldo…Beijos

    Curtir

Deixe uma resposta para Anônimo Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s